fbpx

7 dicas para criar um plano de marketing para nutricionista

IMPORTANTE: solicitamos que o responsável pelas postagens no blog assista a este tutorial (https://is.gd/mTH2XQ). Nele, ensinamos como atualizar o conteúdo no seu blog sem perder a URL e causar conteúdo duplicado. Reforçamos que o texto desta pauta não deve ser postado automaticamente pela plataforma da Rock. Qualquer dúvida, só dizer nos comentários ou pelo chat da plataforma.

Ganhar competitividade é fundamental para qualquer nutricionista. Além de conseguir mais clientes, é indispensável consolidar um posicionamento diferenciado e que mostre autoridade na especialidade. Para atingir tais efeitos, indica-se elaborar e executar um plano de marketing para nutricionista.

Ao usar as ferramentas e técnicas corretas, é possível atrair mais clientes. É uma forma de diminuir os esforços de captação e, enfim, focar áreas de maior relevância.

A seguir, veja 7 dicas para montar um plano de marketing e prepare-se para os efeitos positivos dessa estratégia. Antes, porém, descubra a importância do plano de carreira para nutricionista!

A importância de criar o seu plano de carreira para nutricionista

Aonde você almeja chegar? Você deve ter um objetivo enquanto profissional de nutrição. No entanto, nenhuma meta será atingida, se ela não vier acompanhada de um planejamento de carreira para nutricionista, que tem por objetivo definir os rumos profissionais de um indivíduo.

Ele funciona como uma espécie de guia, no qual o profissional planeja quais os próximos passos de sua jornada. Tal documento dará a você uma visibilidade dos esforços e investimentos necessários para atingir seu objetivo, como especializações, estruturação do consultório e outros.

Para ficar mais claro, suponha que a sua meta seja atuar na área de nutrição esportiva. Será necessário, primeiro, buscar uma especialização no segmento para poder atender aos clientes da maneira adequada, conhecer mais a fundo o mercado e trabalhar para que o público o considere uma autoridade no assunto.

O passo a passo para criar um plano de carreira para nutricionista

Como foi possível notar, o plano de carreira tem um importante papel no atingimento de um objetivo. A fim de obter um documento mais completo, confira o passo a passo a seguir!

Saia da zona de conforto

O medo muitas vezes impede uma pessoa de trilhar um caminho de sucesso simplesmente por travá-la. A comodidade é comum em algumas fases da vida e quase inevitável, mas, se você vislumbra uma possibilidade diferente na sua jornada profissional, precisa fazer algo que também difira das suas atitudes presentes.

Sem habilidade ou coragem, não é possível dar saltos maiores rumo ao sucesso. Portanto, se você tem alguma dificuldade, comece por pequenos passos. Busque situações que permitam o seu crescimento e vença um desafio de cada vez; assim, lá na frente, você colherá os bons resultados.

Saiba aonde quer chegar

Ter clareza sobre aonde quer chegar o ajudará a ter mais confiança na hora de seguir em frente. Por isso, tenha consciência sobre o seu estado atual e o estado que deseja daqui a alguns meses ou anos.

Não ter ideia do destino fará com que você possa tomar decisões que atrasem o seu desenvolvimento, assim, o objetivo ficará mais distante e complexo de atingir.

Por exemplo, se você deseja ser referência em uma área específica da nutrição, sabe que precisará se especializar na área, trabalhar o marketing em cima da sua imagem pessoal etc. Uma ação mal executada pode colocar tudo a perder.

Estabeleça um plano de ação

O plano de carreira para nutricionista deve conter também a parte das ações. No caso de um profissional dessa área da saúde, ele deverá levar em consideração os cursos a serem feitos, as atualizações do mercado quanto à nutrição das pessoas, entre outros.

Aliás, esse plano deve ser trabalhado em diferentes cenários. Isso significa que é preciso considerar uma realidade ideal, o mais provável e se as coisas não derem certo.

O plano de marketing para nutricionista

Passado o plano de carreira para nutricionista, é hora de focar o marketing enquanto profissional da área. Confira as dicas a seguir!

1. Observe o Código de Ética de nutricionistas

Atuar na área da nutrição significa lidar com questões ligadas à saúde das pessoas. Os clientes que o procuram, independentemente dos motivos, esperam um atendimento seguro, sério e de qualidade. Para garantir que tudo isso seja cumprido, existe o Código de Ética do Nutricionista.

Além de ser aplicado aos momentos de consulta, ele também é usado para o marketing. Suas regras precisam ser obedecidas para que os clientes não sejam enganados quando forem impactados por um anúncio ou peça de publicidade ligada ao serviço de nutrição.

É indispensável conhecer todos os aspectos ligados ao profissionalismo e à ética. Algumas das proibições importantes para o plano de marketing são:

  • promover o sensacionalismo ou a autopromoção (como oferecer “técnicas infalíveis e milagrosas” ou se posicionar como “o melhor profissional do país”);
  • divulgar depoimentos que possam identificar pessoas ou instituições;
  • utilizar-se da profissão para divulgar marcas e produtos ligados à nutrição;
  • fazer consultas ou prescrições por meio de canais de divulgação (como apresentar dietas ou prescrever tratamentos);
  • não se responsabilizar pelas informações e transmitir dados incorretos ou confusos.

A infração de qualquer um desses pontos — especialmente ao ferir o decoro da atividade — pode gerar penalidades para a campanha de marketing e para o profissional.

2. Saiba quem é o seu público-alvo

Depois de cuidar dos aspectos éticos, é hora de bolar o plano de marketing desde os primeiros passos. Na etapa inicial, é indispensável saber quem você deseja atrair para atendimento — ou seja, seu público-alvo.

Ter o cuidado de fazer essa definição é essencial para evitar esforços que não trarão o retorno esperado. Também é um jeito de alinhar a comunicação e garantir que a mensagem seja transmitida com maior clareza e máxima eficiência.

Portanto, faça uma análise de sua especialidade, dos clientes atuais e daqueles que você pretende atrair. Se a ideia é captar mulheres entre 30 e 40 anos, por exemplo, todas as ações têm que ser focadas nesse público. Já se o objetivo é falar com homens de meia-idade ou executivos com pouco tempo, as estratégias deverão ser diferentes.

Para saber em que se basear, levante os dados a seguir sobre o seu público:

  • faixa etária;
  • faixa salarial;
  • ocupação profissional;
  • hábitos de vida;
  • objetivos/interesses;
  • localização;
  • regularidade de visitas e assim por diante.

Defina com quem você deseja falar e quem pretende atingir. Não se esqueça de reconhecer os clientes atuais, pois eles também farão parte da comunicação.

3. Elabore uma estratégia de Inbound Marketing

Durante muito tempo, o marketing foi interruptivo. É o caso da propaganda de TV e do anúncio de revista, que interrompem uma atividade principal para apresentar um produto ou serviço.

Com a mudança de interesse do público, surgiu o Inbound Marketing, ou Marketing de Atração. A intenção é atrair as pessoas para uma marca, produto ou serviço — no caso, a sua atuação como nutricionista. Além de ser mais eficiente, é uma alternativa menos onerosa e com ótimos efeitos. Portanto, vale a pena executar uma estratégia nesse sentido. Algumas das técnicas disponíveis incluem:

  • marketing de conteúdo;
  • SEO;
  • e-mail marketing;
  • redes sociais.

Selecione as estratégias que mais fazem sentido para a sua atuação e invista nelas para os efeitos desejados.

4. Una visibilidade e confiabilidade à presença online

Quando se fala em criar um plano de marketing para nutricionista, a internet desempenha um papel fundamental. Com cada vez mais pessoas conectadas, é um desperdício não explorar o marketing digital.

Ao mesmo tempo, o objetivo não deve ser criar um megafone de anúncio dos serviços. A presença online deve estar associada ao aumento do alcance e à consolidação da autoridade. Isso gera confiança nos clientes e possíveis interessados, fortalece o relacionamento e melhora as taxas de conversão.

Para ajudá-lo nessa tarefa, o marketing de conteúdo é conveniente. Ao responder às dúvidas do público e fornecer informações relevantes, confiáveis e inéditas, o senso de autoridade é consolidado. Como consequência, torna-se mais fácil atrair e convencer as pessoas a marcar uma consulta.

5. Crie um site de qualidade

Mesmo diante de todos os recursos, não existe presença online sem um bom site. Ele é o cartão de visitas do cenário atual e deve fazer parte de qualquer plano de marketing para nutricionista.

O ideal é que ele transmita uma ideia confiável, ao mesmo tempo em que precisa ir direto ao ponto e ter uma fácil navegação. Manter as informações de contato atualizadas, como endereço, telefone e e-mail, também é indispensável.

Se houver um blog com produção de conteúdo relevante associado ao site, então, o resultado é um melhor posicionamento nos mecanismos de busca e um aumento do tráfego. Além disso, é uma maneira de criar uma primeira impressão realmente positiva.

6. Tenha uma boa atuação nas redes sociais

As redes sociais já fazem parte da vida das pessoas: são mais de 100 milhões de brasileiros conectados nesses espaços. Se forem bem aproveitadas, essas mídias podem ajudar o atendimento, aumentar a exposição e até fortalecer o posicionamento do nutricionista.

Para não colocar tudo a perder, é fundamental seguir boas práticas de atuação. É indispensável, por exemplo, fazer postagens com a frequência adequada. A consistência é tão importante quanto não sobrecarregar a timeline dos usuários.

Também é indicado responder às mensagens e aos comentários de maneira cordial. Tire dúvidas, preste esclarecimentos e dê as informações necessárias. Críticas negativas infundadas devem ser ignoradas, e temas polêmicos, evitados. Assim, é possível criar laços de comunicação que, eventualmente, transformam-se em novas consultas marcadas.

7. Saiba usar o marketing local a seu favor

Você sabia que cerca de 70% dos pacientes começam a busca por um médico no Google? Esse mecanismo serve para que as pessoas encontrem especialistas em sua localidade e ajuda a agilizar o processo de decisão e consulta.

Para aproveitar essa tendência, é necessário saber usar o marketing local a seu favor. Por meio do SEO local, como pelo uso de palavras-chave específicas, há maiores chances de você ser o escolhido de um futuro paciente. Também é possível utilizar links patrocinados para certos locais, além de investir nas redes sociais de maneira segmentada. Incluir essa estratégia no plano de marketing facilita a obtenção de novos clientes.

Com essas dicas, montar um bom plano de marketing para nutricionista torna-se uma tarefa menos complexa. Como consequência, há aumento na competitividade e fortalecimento de sua atuação enquanto nutricionista.

Tão importante quanto investir na divulgação é apostar na sua qualificação. Por isso, siga a nossa página no Facebook e acompanhe as atualizações dos cursos oferecidos e outras novidades da área!

Comentar