fbpx

Por que a capacitação torna um nutricionista mais competitivo?

Última atualização em

A capacitação profissional é sempre importante, mas se torna ainda mais em mercados em expansão. Números dos quadros estatísticos do Conselho Federal de Nutricionistas (CFN) comprovam o aumento na quantidade de profissionais no Brasil. Entre o 2º e 3º trimestre de 2017, 1.230 novos nutricionistas entraram no mercado de trabalho.

A maior quantidade de profissionais não deixa de indicar um cenário favorável ao exercício da profissão. Por outro lado, mais oferta de mão de obra significa maior concorrência por postos de trabalho. A solução para quem quer garantir emprego não é outra que não seja a diferenciação — que só é possível por meio do aperfeiçoamento constante.

Esse é o tema sobre o qual falaremos ao longo deste artigo. Continue a leitura para entender por que você pode e deve continuar aprendendo para se destacar entre seus pares! Vamos lá?

As clínicas precisam de profissionais qualificados

Tal como na Medicina, na Fisioterapia e em outras profissões ligadas à saúde, em Nutrição existem diversas especialidades, algumas impulsionadas por demandas específicas e sazonais, outras trabalhando em sinergia com especialidades médicas.

Independentemente se o profissional atende em hospitais, em unidades de saúde, em unidades de alimentação/nutrição ou em consultórios, quanto mais completos forem seus quadros, maior será a capacidade de atendimento.

Portanto, é desejável contar tanto com os nutricionistas que atendam clientes que estejam à procura de dietas para perda de peso quanto com os que são capacitados para prescrever dietas para pacientes com doenças crônicas.

Por outro lado, a ética profissional exige do profissional o real domínio das habilidades necessárias para garantir a efetividade dos tratamentos. Não basta apenas ter um diploma. Além da titulação, o nutricionista deve trabalhar considerando uma visão holística de suas atividades, na teoria e na prática.

A capacitação profissional estimula novas ideias

O sucesso da carreira do nutricionista depende diretamente da capacidade que o profissional desenvolve de se renovar diariamente. Não se trata de querer inventar a roda, mas de estar atento às demandas que os clientes apresentam, nem sempre fáceis de solucionar.

Mais uma vez, a capacitação destaca-se como elemento básico ao exercício das atividades em clínicas e como desdobramento de uma postura ética.

Quanto mais atualizado estiver, mais apto a atender casos complexos o nutricionista será. Assim, poderá proporcionar mais qualidade de vida aos clientes que o procuram, sem expô-los a riscos motivados por lacunas na sua formação.

O preparo favorece bom feedback e retorno financeiro

O marketing espontâneo é um elemento importante também para nutricionistas. Afinal, a opinião dos clientes, quando somadas, ajudam a formar a imagem do profissional perante os administradores das clínicas.

E a tendência é que a capacitação do nutricionista melhore a imagem do profissional com relação aos serviços prestados por ele. Além de isso ser bom dentro do ambiente de trabalho, já que os gestores acabam sabendo desse feedback.

Outro ponto positivo é que clientes bem atendidos geralmente indicam o nutricionista a mais pessoas, o que gera mais fluxo de atendimentos, aumentando as receitas.

Por fim, tenha em mente que a capacitação profissional não pode ser conquistada sem o apoio de uma instituição de ensino de comprovada excelência. Esse é o primeiro passo em direção a uma carreira sólida. Portanto, avalie criteriosamente a qualidade do curso de atualização que você pretende fazer e garanta resultados ainda melhores.

Se você tomou a decisão de dar um salto de qualidade na sua carreira, o Instituto Cristina Martins é a escolha certa. Entre em contato agora mesmo e comece já a se preparar!


Comentar