fbpx

Tratamento da obesidade – Embolização Arterial Bariátrica: Uma Opção Extremamente Simples e Que Promete!

Última atualização em

Tratamento da obesidade - Embolização Arterial Bariátrica: Uma Opção Extremamente Simples e Que Promete!

O nome parece complicado. Mas você vai entender rápido que a coisa é simples e parece promissora. Embora as cirurgias bariátricas estejam cada vez mais seguras e rápidas, uma excelente opção para o tratamento da obesidade é a embolização arterial bariátrica, que é muito menos invasiva. Não é uma cirurgia. E os riscos parecem significativamente menores do que as cirurgias para obesidade. O procedimento é feito a nível ambulatorial, em menos de uma hora. E a recuperação do paciente parece ser muito rápida. Opa! Vale a pena você saber mais sobre o método, não é mesmo?

 

Riscos das Cirurgias Bariátricas

Como você já sabe, as cirurgias bariátricas podem ser indicadas para indivíduos obesos graves e estão cada vez mais populares. Alguns tipos diminuem o tamanho do estômago. E há aquelas que além de reduzir o tamanho do estômago, também fazem um desvio do trânsito intestinal. Sem dúvida, a anatomia do corpo muda. O procedimento é complexo e pode apresentar riscos. Vamos identificar alguns?

– Em curto prazo, pode ocorrer sangramento e infecção.

– Diarreia, em alguns tipos de cirurgia.

– Em longo prazo pode ocorrer hérnias perigosas.

– Podem ocorrer deficiências de nutrientes.

– Quanto mais disabsortiva, maior é o risco de complicações nutricionais, como anemia ferropriva e deficiência de vitamina B12 e de ácido fólico. Também há risco de deficiência de vitamina D e de cálcio. E pode haver risco de desnutrição.

– Adesão difícil. Com o tempo, alguns pacientes podem lançar mão de alimentos com pouco volume, mas de alta densidade calórica e de baixo valor nutricional. Esses alimentos podem promover hipoglicemia, acompanhada de sudorese, taquicardia e mal estar geral. A má adesão também pode dificultar a perda de peso ou a manutenção do que foi perdido.

 

O que é a Novidade?

A Embolização Arterial Bariátrica (Bariatric Artery Embolization – BAE) é feita por radiologistas intervencionistas. Um cateter é passado através do pulso ou virilha para acessar a artéria gástrica esquerda, que alimenta o fundo gástrico, onde é produzido o hormônio da fome, a grelina. Uma vez alcançado o alvo, são injetados grânulos microscópicos para bloquear o suprimento de sangue para o local. O procedimento é considerado de alta segurança. Veja o vídeo. A injeção de grânulos tem sido usada com segurança por décadas, em procedimentos cardíacos e uterinos. A embolização arterial gástrica, especificamente, também tem sido usada há muito tempo para cessar sangramentos no órgão.


Fonte: NBCNEWS – Link: http://www.nbcnews.com/health/health-news/new-no-surgery-weight-loss-procedure-shows-promise-n551276

 

Tem Estudos Suficientes?

Não. O assunto é empolgante, mas ainda está engatinhando no campo da obesidade. O procedimento vem sendo testado pela equipe do Dr. Clifford Weiss, do Center for Bioengineering Innovation and Design, Universidade Johns Hopkins em Baltimore, EUA. Em um estudo preliminar com sete pacientes com obesidade mórbida, o objetivo foi avaliar a segurança e a possibilidade de uso da técnica na obesidade grave. O estudo foi apresentado recentemente, no dia 03 de abril, no Encontro Científico Anual de 2016 da Society of Interventional Radiology, que ocorreu em Vancouver, Canadá.

Os resultados mostraram que a redução do fluxo sanguíneo no estômago diminuiu 80% da fome dos participantes. Houve uma média de 6% de perda de peso em um mês, 9,5% em três meses e 13% em seis meses. Não houve complicações sérias com o procedimento. Mas, preste atenção. Os pacientes também entraram em um programa completo de manejo de peso, com o objetivo de adotar novos estilos de vida e práticas alimentares.

 

O Que Podemos Concluir?

O que você pensou sobre o assunto? Vamos pensar juntos? Aparentemente, a embolização arterial gástrica poderá se tornar uma boa opção entre os tratamentos de dieta e exercício e a cirurgia bariátrica invasiva, não é? Poderá ser tornar uma ferramenta adicional ao tratamento da obesidade. Mas ainda está cedo para se animar. A embolização arterial bariátrica ainda não é um procedimento aprovado e vai precisar de mais estudos clínicos até que possa ser recomendada e executada na rotina. Ainda não está claro se o procedimento é eficaz e se há riscos em longo prazo. Mas, como para qualquer tratamento para a obesidade, essa não será a receita mágica. A abordagem poderá ser útil no difícil tratamento e controle da obesidade. Mas sempre haverá a recomendação primária da alimentação saudável e do exercício físico adequado.

O assunto é bastante interessante, não é mesmo? Então, como ainda se trata de algo novo, vamos VIRALIZAR este conteúdo e transmitir a informação para todos os nutricionistas do país! Escolha a sua mídia social preferida nos botões abaixo, e COMPARTILHE! Tenho certeza que seus amigos ficarão muito gratos por você dividir com eles, em primeira mão, esta novidade.

 

Especial para você!

E para finalizar, se você tem interesse na área de NUTRIÇÃO RENAL, quero te fazer um convite especial. Nós temos um espaço fechado e exclusivo para um grupo seleto de nutricionistas que receberão tratamento VIP, através de conteúdos de altíssima qualidade, normalmente em vídeos. E sabe o que é o melhor de tudo? É GRÁTIS!

Então, se você tiver interesse em participar gratuitamente deste grupo VIP de nutricionistas e profissionais interessados na área da Nutrição Renal, se inscreva no formulário aqui ao lado que você passará a pertencer ao “Time VIP” do “Instituto Cristina Martins”.

Obrigada pela sua atenção, e se tiver alguma dúvida, fique à vontade para perguntar no campo de comentários logo aqui abaixo, que o mais breve possível, eu ou alguém da minha equipe irá responder.

Um abraço, e até o próximo post (ou na Lista VIP, se você se inscrever).

One Comment

Comentar