fbpx
Nutrição clínica hospitalar e ambulatorial

Nutrição clínica hospitalar e ambulatorial: saiba como é essa área

Última atualização em

Qual a diferença da nutrição clínica hospitalar e ambulatorial para as demais? Em qual caso ela é indicada?

Quais as principais características? Como funciona essa área de atuação?

Quais as habilidades necessárias no profissional que pretende ingressar nesse setor?

Esses são apenas alguns dos questionamentos levantados sobre o assunto.

Fato é que o profissional de nutrição clínica hospitalar se faz essencial na área da saúde.

O motivo?

Ele é responsável por reconhecer o cliente como um ser humano que necessita de demandas exclusivas.

Nesse sentido, ele reconhece a importância não só de auxiliá-lo em relação ao recebimento de alimentação diária como também no que diz respeito ao suprimento nutricional compatível com a necessidade de cada indivíduo.

Quer se inteirar ainda mais sobre o assunto?

Continue, então, a leitura e esclareça suas dúvidas sobre a nutrição clínica hospitalar e ambulatorial!

nutrição EAD

O que é nutrição clínica hospitalar e ambulatorial?

A principal diferença entre a nutrição clínica hospitalar e ambulatorial e as demais, conforme o nome sugere, é que o cliente está hospitalizado ou sendo atendido em um ambulatório/clínica.

É importante frisar que, nessa modalidade, o nutricionista — às vezes — precisa fazer uma intervenção emergencial, de acordo com o quadro clínico de cada pessoa.

Outro ponto de destaque é que, na nutrição clínica hospitalar e ambulatorial, o profissional dedica-se ao acompanhamento dos hábitos alimentares do cliente.

É comum, inclusive, que o nutricionista pertença a uma equipe multidisciplinar.

Em outras palavras, para elaborar o cardápio ideal, o especialista leva em consideração as recomendações sugeridas pelos outros profissionais da área médica.

São eles, por exemplo, que vão indicar se deve restringir ou incentivar o consumo de algum tipo de nutriente.

Além do mais, é importante ter em mente que, enquanto a pessoa estiver no ambiente hospitalar, é mais complicado fazer uma reeducação alimentar, mesmo que haja um atendimento frequente.

Em contrapartida, o ambiente ambulatorial facilita o atendimento voltado para a educação e para o aconselhamento em nutrição.

Como funciona essa área?

Cada caso exige um atendimento específico. Pessoas em situações graves, que estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), podem demandar atendimentos diários ou a cada dois dias.

Existem cenários, no entanto, em que o especialista em nutrição faz o atendimento uma única vez por semana.

Já no ambulatório, o período é relativamente maior. É comum o profissional encontrar o cliente mensalmente, trimestralmente ou, até mesmo, semestralmente — em casos mais simples. Em regra, para determinar a frequência, é necessário avaliar a necessidade da pessoa para o aspecto nutricional.

O que faz um nutricionista na área clínica hospitalar e ambulatorial?

O profissional realiza o atendimento clínico individual, dando diagnóstico em nutrição.

O intuito é elaborar uma dieta adequada ao cliente, seguindo as orientações de médicos e outros profissionais.

Nesse sentido, o nutricionista investiga o estado nutricional da pessoa, além de analisar os hábitos relacionados à alimentação e ao estilo de vida.

Quer um exemplo de como funciona a nutrição clínica hospitalar e ambulatorial? Suponhamos que a pessoa tratada tem anemia ferropriva. Cabe ao profissional, então, criar uma dieta rica em ferro.

Já para um quadro de desnutrição, ele pode prescrever uma dieta específica e montar um cardápio, utilizando alimentos que contemplem energia e vários nutrientes que podem estar deficientes.

Perceba, nesse contexto, que o nutricionista é responsável por criar um menu que consiga suprir as necessidades individuais de cada pessoa. Isso sem deixar de lado alguns aspectos, como: sabor, textura e aroma.

Ele tem que conseguir unir o paladar saboroso às características nutritivas desejadas. Assim, o cliente terá mais facilidade para adaptar-se à nova dieta.

Vale frisar que, além da prescrever e montar um cardápio, o nutricionista especializado na área também é o responsável por implementar e fiscalizar a adoção de boas práticas de preparo, manuseio e conservação dos alimentos.

Ele segue à risca as normas de higiene e protocolos clínicos, garantindo que as exigências legais sejam cumpridas.

nutrição EAD

Por que fazer um curso nessa área?

O curso visa a aprimorar os conhecimentos dos profissionais, possibilitando vivências exclusivas.

Com a apresentação e descrição de situações reais, eles terão a oportunidade de passar por experiências únicas, que vão torná-los mais qualificados para o dia a dia da nutrição clínica hospitalar e ambulatorial.

Fato é que a especialização na área vai permitir a capacitação do profissional, tornando-o expert no assunto.

Ele, nesse sentido, estará preparado e atualizado para lidar com os desafios do cotidiano no setor da nutrição clínica, atuando com responsabilidade e ética.

O curso possibilita crescimento tanto profissional quanto pessoal.

Quais os benefícios de se especializar em nutrição clínica hospitalar e ambulatorial?

Já alertava a sabedoria popular que a prática leva à perfeição, certo? No universo da nutrição, não é diferente.

O profissional que se especializa e busca constantemente pela atualização dos saberes, aliando prática com teoria, conquista mais facilmente o sucesso no trabalho.

Ele tem mais agilidade e rapidez na resolução dos diagnósticos em nutrição dos clientes. Essa característica permite que a pessoa tenha mais segurança em relação ao profissional.

Afinal, o nutricionista já demonstrou que domina completamente o assunto. O resultado é um cliente com total satisfação em relação ao atendimento.

O próprio profissional se sentirá mais realizado no que diz respeito ao seu serviço, o que, por si só, já é uma grande vantagem.

Fato é que o profissional da nutrição clínica hospitalar e ambulatorial se faz essencial na área da saúde.

O seu atendimento é considerado uma intervenção fundamental para a mudança do comportamento alimentar e do estilo de vida. Não à toa, o especialista na área tem cada vez mais sua prática reconhecida, fator que tem ampliado as oportunidades no mercado de trabalho.

Atualmente, o especialista em nutrição clínica hospitalar e ambulatorial pode atuar desde em unidades de internação até em unidades cirúrgicas, passando por unidades de diálise e até de clientes queimados, entre outras.

O Instituto Cristina Martins é opção sábia para aqueles que visam a aprimorar os saberes.

Com extensa bagagem no setor, a empresa disponibiliza cursos online focados em nutrição para profissionais da saúde.

O Instituto contempla 4 opções de cursos de especialização Lato sensu, além de 45 cursos técnicos profissionais de extensão e treinamentos online.

Quer conhecer melhor a proposta da empresa e o nosso curso voltado para nutrição clínica hospitalar? Entre em contato conosco. Será uma satisfação atendê-lo!

nutrição EAD

Comentar