fbpx
exames

Quais exames solicitar para clientes com diabetes? Confira!

Última atualização em

Como um profissional que organiza a alimentação de outras pessoas, é indispensável que você saiba como proceder em cada caso, a fim de que o diagnóstico e a orientação sejam adequados para o quadro do cliente. Isso inclui a solicitação do exame para diabetes, que se diferencia bastante dos testes de rotina.

O papel do nutricionista vai além de escolher os exames para o diabético e adequar a alimentação dele ao caso. Claro que tudo isso é de extrema importância para que o cliente consiga levar uma vida melhor, mas também é essencial estabelecer uma relação de confiança para que o tratamento seja eficaz.

Quer saber mais a respeito de como atender esses casos de forma adequada e ter sucesso no tratamento? Continue acompanhando a leitura para conferir outras informações!

Quais dados solicitar ao cliente na consulta?

Apesar da relevância dos exames, existem outras informações primordiais para um tratamento adequado. Estamos falando de coletar dados como as medidas antropométricas, os hábitos alimentares e o estado físico do cliente.

Esse cuidado é importante não só para saber o que precisa ser melhorado, mas para entender como fazer tudo da melhor maneira, a fim de que o cliente não tenha problemas futuros e consiga seguir as orientações facilmente.

Quais são os exames mais relevantes para diabéticos?

Alguns exames são essenciais para o caso de clientes diabéticos e vão além dos tradicionais pedidos durante a rotina de saúde. Como a profissão de Nutricionista é regulamentada pela lei número 8234, recomendamos consultá-la sempre que houver dúvidas.

Veja, a seguir, quais exames solicitar para aumentar a quantidade de informações e trazer dados precisos.

Glicemia em jejum

É um dos procedimentos mais simples e apresenta um custo baixo. Ele é feito em jejum de 8 horas e serve para medir a quantidade de glicose presente no sangue. O teste oral é solicitado quando o exame apresenta alterações.

Teste oral de intolerância à glicose

Esse teste serve para confirmar a presença de diabetes e consiste em fazer um exame de glicose em jejum. Em seguida, o cliente ingere glicose e é feita outra coleta 2 horas após a ingestão.

Peptídeo C

O exame peptídeo C é indicado quando há confirmação da presença da doença, uma vez que ele analisa a resposta secretora das células pancreáticas, contribuindo para diagnosticar o tipo de diabetes que o cliente apresenta.

Insulina

Esse exame é solicitado para conseguir analisar as intervenções que geram alterações significativas no padrão de secreção pelas células beta pancreáticas.

Hemoglobina glicada

Muitos clientes se preparam para os exames nas semanas que antecedem esses procedimentos. Para evitar que isso gere mudanças no resultado, a hemoglobina glicada é muito indicada, uma vez que mostra a média do índice glicêmico nos últimos 3 meses.

Como eles ajudam no diagnóstico e na orientação nutricional?

Os resultados dos exames devem determinar a orientação nutricional dada ao seu cliente, a fim de fazer manutenção da glicemia, evitar carências nutricionais, corrigir o peso etc. Com eles você terá informações mais detalhadas sobre a saúde do indivíduo.

Esses exames devem auxiliar no tratamento de diabetes e contribuir para diferenciar o tipo 1 do 2. Porém, é essencial lembrar que o nutricionista não pode realizar o diagnóstico dessa doença. Se for um caso de suspeita, encaminhe o indivíduo para um médico.

Saber qual exame para diabetes realizar em cada caso é essencial para o sucesso do tratamento. Esse conhecimento também contribui para você alavancar sua carreira e alcançar a segurança nos atendimentos.

Este artigo ajudou a esclarecer dúvidas sobre como proceder com clientes diabéticos? Aproveite para conferir também os instrumentos integrados e índices prognósticos na avaliação em nutrição!

Comentar