fbpx

Confira 5 dicas de como fazer uma gestão eficiente de clínicas

Administrar um negócio não é uma tarefa simples, principalmente se essa não é a sua especialidade. Para nutricionistas e outros profissionais da saúde a gestão de clínicas pode ser um verdadeiro desafio.

O fato é que uma gestão adequada é o segredo para ter a eficiência e a lucratividade do negócio. A partir das decisões certas, pode-se reduzir custos, ter um maior controle sobre os processos e, claro, oferecer um atendimento de qualidade aos clientes.

Para ajudar você, neste post apresentamos 5 dicas de como fazer uma gestão de clínicas eficiente. Continue a leitura e saiba como implementá-las no seu negócio!

1. Organize a sua agenda

Muitos gestores erram por não manterem um controle rigoroso sobre sua rotina. No seu caso, isso pode ser ainda mais complicado ao conciliar os atendimentos a clientes com as tarefas de gestão da clínica e outros compromissos, gerando atrasos e até deixando de realizar atividades.

Por isso, é muito importante saber organizar a sua agenda, reservando e respeitando os horários. Para tanto, analise com atenção quanto leva para terminar cada atividade.

2. Controle o fluxo de caixa

O fluxo de caixa pode ser o seu maior aliado na gestão das finanças da clínica. Assim, dê muita atenção a ele. Com essa ferramenta, é possível controlar toda a movimentação financeira, com entradas e saídas, favorecendo o entendimento sobre seus gastos e a previsão de pagamentos.

Mas para que ele funcione, é preciso, realmente, inserir todas as informações, mesmo os gastos muito pequenos. Isso pode ser feito tanto em planilhas eletrônicas quanto em sistemas próprios para a gestão de clínicas.

3. Separe as contas pessoais

Um erro recorrente na administração de negócios pequenos é misturar as contas pessoais do proprietário ou dos sócios com as da empresa. Com o tempo, já não se sabe se ela está dando lucro.

Portanto, o melhor é separar todas as contas, mantendo no fluxo de caixa apenas aquilo que pertence à clínica. As contas pessoais devem ser mantidas em outros controles, e pagas com o pró-labore. Se você é o responsável pela gestão nos dois casos, separe um momento na agenda para a gestão dos dois tipos de finanças.

4. Otimize os gastos da clínica

Mesmo que sua clínica esteja dando lucro, talvez ela consiga melhores resultados ainda se você souber otimizar os gastos e aproveitar melhor seus recursos. Basta cortar alguns custos desnecessários e aplicar o capital de outras formas.

É o caso, por exemplo, de utilizar mais aplicativos, softwares e outras ferramentas tecnológicas que facilitam a sua rotina. Eles poupam papel, outros materiais e o seu tempo, além de exigir menos funcionários.

5. Conte com uma boa equipe

De nada adianta tentar implementar algumas mudanças na gestão da clínica sem a ajuda da sua equipe. Seus colaboradores precisam estar engajados na redução de custos e comprometidos com um atendimento de qualidade.

Por isso, invista em capacitação e treinamento sempre que for necessário. Porém, em algumas situações, pode ser o caso de fazer alguns cortes e contratar pessoas mais eficientes e bem preparadas.

Enfim, essas são apenas algumas dicas para a gestão de clínicas. Afinal, a área da saúde apresenta desafios diários, que variam bastante de acordo com a rotina e as peculiaridades de cada estabelecimento. Assim, é muito importante conhecer e analisar bastante o seu negócio.

Gostou de saber como fazer uma gestão de clínicas eficiente? Quer conferir mais posts sobre a carreira em nutrição? Então, assine nossa newsletter e não perca nenhuma novidade!

Comentar