fbpx

Café: queridinho ou vilão

Café: Queridinho ou Vilão?

Com a mudança climática, as temperaturas caindo, quem resiste ao famoso Cafézinho? O café é a bebida mais consumida no Brasil, e justamente pelo alto consumo, o interesse por estudos sobre o mesmo, desde sua composição, até os efeitos na saúde humana, vem aumentando.

Dentre as substâncias presentes e nutrientes, o destaque é a cafeína, os diterpenos cafestol, kahweol e os ácidos clorogênicos. Muitos estudos têm verificado a influência principalmente da cafeína e a elevação da pressão arterial, e dos ácidos clorogênicos para proteção cardiovascular, por suas propriedades antioxidantes.

Um tanto contraditória, pois a elevação da pressão arterial pode prejudicar as doenças cardiovasculares, enquanto os antioxidantes tem o papel de proteção.

O café é uma importante fonte de compostos fenólicos não flavonóides e compostos voláteis responsável pelo aroma, que tornam a bebida uma das maiores fontes de antioxidantes da dieta. Apesar da dificuldade em estabelecer o “bem e o mal” entre o consumo de café e as doenças cardiovasculares, devido seus efeitos contraditórios,  as diferentes formas de preparo e a quantidade de consumo diariamente, o consumo moderado pode até mesmo ser recomendável , em virtude de um possível papel protetor sobre o risco cardiovascular.

Vamos aos seus benefícios?

  1. Melhorar os níveis de Energia: a cafeína é uma substância Psicoativa, após o consumo a cafeína é absorvida na corrente sanguínea. No cérebro, a cafeína bloqueia um neurotransmissor inibitório, chamada adenosina.Quando isso acontece, a quantidade de outros neurotransmissores como a noradrenalina e dopamina na verdade aumenta, levando a maior queima de neurônios.
  2. Queima de gordura: alguns estudos apontam um aumento da taxa metabólica de 3 -11%
  3. Nutrientes Essenciais: Uma única xícara de café contém:

Riboflavina (Vitamina B2): 11% da RDA.

Ácido pantotênico (Vitamina B5): 6% da RDA.

Manganês e potássio: 3% da RDA.

Magnésio e niacina (B3): 2% da RDA.

Embora isto pode não parecer grande coisa, a maioria das pessoas estão bebendo mais do que uma xícara por dia.

  1. Diminui o risco de Depressão: o café estimula o sistema nervoso central e age como um antidepressivo ao aumentar a produção de neurotransmissores no cérebro, como serotonina, dopamina e noradrenalina.

E será que tem malefícios?

  1. Excesso de Cafeína: o excesso de cafeína pode causar transtorno mental temporário e síndrome de abstinência. Entre os sintomas da intoxicação estão inquietação, nervosismo, excitação, rubor, desconforto gastrointestinal, espasmos musculares, confusão na fala, insônia e alteração do ritmo cardíaco.
  2. Vício: O vício no café leva a pessoa a usa-lo ao longo do dia em grandes quantidades, assim o sistema nervoso fica a todo tempo em excitação, ficando em constante tensão, o que esgota as células nervosas, causando um mau funcionamento de todo o organismo.
  3. Dores de Cabeça: O desequilíbrio no corpo de magnésio e cálcio, provocam dores frequentes nas costas e no pescoço. A deficiência de vitamina B1 e B6 irá causar problemas com o fornecimento de sangue no cérebro. Levando a dores de cabeça frequentes e consequentemente a irritabilidade.
  4. Hipertensão Arterial e Dislepidemias.

Concluindo os benefícios e os malefícios do café, pode-se notar que essa bebida deve ser ingerida tomando por base o estado nutricional do seu paciente. Ela é útil em pequenas quantidades. Hoje os cientistas concordam com que cada organismo reage de uma maneira diferente a essa bebida, umas podem receber muitos benefícios e outras somente prejuízos.

Aproveite e deixe abaixo a sua opinião a respeito do café. E se gostou do assunto abordado, por favor, não perca a oportunidade de COMPARTILHAR com seus amigos. Estes são os melhores apoios que você pode nos dar e assim, nos incentivar a continuar com este trabalho, a busca de melhores conteúdos para você!

Um grande abraço e nos vemos no próximo conteúdo.

Até lá.

Evelise de Carvalho Ribeiro – ICM

Nutricionista – CRN 5445

Comentar