fbpx

Atendimento domiciliar de nutrição: 4 cuidados essenciais

Última atualização em

Está cada vez mais comum o nutricionista atender os clientes na casa deles. Isso porque o atendimento domiciliar pode ser uma ótima alternativa para pessoas que precisam de um tratamento ou acompanhamento nutricional, mas estão debilitadas e com movimentos restringidos.

É o caso, por exemplo, de pessoas muito idosas, obesas, com doenças crônicas ou que sofreram acidentes. No entanto, apesar de todos os benefícios, esse tipo de atendimento exige alguns cuidados, uma vez que trata de pessoas em situações delicadas, em diversos sentidos.

Neste post apresentamos 4 dicas fundamentais para realizar um atendimento domiciliar de nutrição da melhor forma possível. Continue a leitura para saber mais!

1. Mantenha os alimentos na temperatura e na consistência adequadas

De modo geral, as pessoas que precisam ser atendidas em casa estão em condições muito frágeis. Ao contrário dos clientes que vão até o consultório, elas não podem cuidar da alimentação sozinhos.

Assim, é papel do nutricionista cuidar para que os alimentos estejam na temperatura e na consistência adequadas, bem como estejam dentro do prazo de validade e de acordo com as necessidades nutricionais de cada cliente. Mesmo que não esteja sempre presente, o profissional deve orientar os cuidadores a respeito desses cuidados.

2. Escolha uma posição mais confortável para o cliente debilitado

Outra característica das pessoas que necessitam de atendimento domiciliar é a dificuldade de locomoção. Muitas vezes, esses clientes estão acamados ou têm dificuldade para mastigar e engolir.

Dessa forma, é importante se preocupar também em encontrar uma posição mais confortável para o cliente se alimentar. Até o preparo dos alimentos deve considerar essas limitações, como no caso de alimentos mais líquidos ou pastosos para quem tem a mastigação e deglutição prejudicadas.

3. Adote uma rotina de cuidados e para a alimentação

Devido ao estado debilitado desses clientes, é essencial manter uma rotina, tanto na alimentação quanto em outros cuidados, como a higiene, a tomada de remédios e a fisioterapia.

O nutricionista pode ajudar a manter uma rotina organizada, regulando os horários das refeições. Eles podem ser organizados de acordo com a tomada de medicamentos e de modo que não prejudiquem outras atividades.

4. Envolva a família no processo de atendimento domiciliar

Por fim, uma das maiores dificuldades para quem realiza o atendimento domiciliar é se inserir no ambiente familiar. Afinal, é necessário conviver com outras pessoas além do cliente, com outras obrigações e compromissos que, de alguma forma, podem afetar o tratamento e a relação com esse cliente.

Apesar disso, o ideal é tentar envolver os familiares ao máximo no processo de recuperação da pessoa. Não só porque ajuda a trazer mais conforto emocional para ela, mas também contribui para reduzir o estresse causado por conta do tratamento em casa.

O nutricionista que oferece atendimento domiciliar é responsável, ainda, pela adoção de uma dieta equilibrada e que considere as necessidades nutricionais de cada pessoa. Para que o trabalho seja bem-sucedido, é fundamental levar em conta todos os fatores físicos e emocionais envolvidos.

Gostou das dicas sobre o atendimento domiciliar? Quer saber mais sobre o assunto? Então, entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas!

Comentar