fbpx
atendimento-em-nutrição

9 dicas para melhorar a autoconfiança no atendimento em nutrição

Última atualização em

Um nutricionista precisa demonstrar profissionalismo e segurança aos clientes e, nesse processo, a autoconfiança no atendimento em nutrição é fundamental.

A sensação de se sentir capaz de cumprir as expectativas com qualidade é importante para fazer um bom trabalho. Seja para elaborar uma prescrição ou para realizar um diagnóstico em nutrição, o elemento é indispensável.

Para o nutricionista, algumas dicas ajudam a otimizar os resultados. Quer saber quais são elas? Continue lendo e veja 9 formas de adquirir e melhorar a autoconfiança no atendimento ao cliente!

1. Trabalhe a autoestima

De tão ligadas que são, autoestima e autoconfiança são frequentemente confundidas. Graças a tal conexão, um profissional só se tornará autoconfiante se tiver uma boa autoestima.

Pensamentos negativos, o medo do fracasso e a sensação de não ser competente o bastante marcam a falta de autoestima. Em vez disso, procure reconhecer suas conquistas pessoais e identificar os seus pontos fortes. Comece a criar uma imagem robusta, positiva e de confiança — e acredite nela.

2. Tenha iniciativa

Normalmente, um nutricionista tem grande autonomia e deve usá-la sabiamente. Não há chefes da forma como há em outras profissões e a entrega de resultados depende mais de você do que de outras pessoas.

Para ganhar autoconfiança no atendimento, não tenha medo de tomar a iniciativa. Converse com os clientes, busque informações relevantes, vá ao fundo do histórico. O importante é fazer tudo o que for necessário para oferecer uma boa experiência, sem deixar de confiar nas suas habilidades.

3. Aprenda com os erros

Somente quem nunca faz não tem de lidar com os erros. Do contrário, todos estamos expostos a situações de falha.

Um profissional realmente autoconfiante sabe disso e aproveita os deslizes para aprender. Não se esquive da responsabilidade, nem se puna por falhar. Como alternativa, encare a situação como uma chance de fazer melhor na próxima oportunidade.

Inclusive, estar disposto a se aperfeiçoar transmite a ideia certa para os clientes e ajuda a sua carreira a deslanchar.

4. Nunca se compare

É comum utilizar outras pessoas como parâmetro para o seu sucesso profissional. É o que acontece ao pensar no salário dos seus antigos colegas de faculdade, em qual cargo eles ocupam ou qual é a experiência deles.

No final, a autoconfiança fica comprometida porque você não se sente bom o bastante. Para que isso não aconteça, evite comparações externas. Elas não levam a nada, já que cada um tem as próprias forças e fraquezas.

Se for para se comparar com alguém, use a si mesmo como parâmetro. Ao ver a sua evolução, os resultados serão bem melhores, pois você é a única pessoa para superar e se comparar.

5. Invista na capacitação

Reconhece aquela sensação de que os conhecimentos da faculdade estão defasados? Ela é normal, até porque tudo tem mudado rapidamente. A cada dia pode surgir, por exemplo, um novo estudo sobre as vitaminas ou uma conclusão com potencial de transformar a sua forma de trabalho. Para que tal questão não atrapalhe o nível de autoconfiança, esteja sempre informado.

Além de ler notícias e publicações sobre o tema, considere fazer capacitações. Se não tiver tempo para um curso presencial, não se preocupe. Há instituições com ótimos cursos online especializados em nutrição e que garantirão os conhecimentos necessários para uma boa atuação!

Também pense na possibilidade de participar de palestras e eventos sobre o assunto, compartilhando experiências com colegas da área. O importante é sair da zona de conforto.

6. Realize pesquisas de satisfação

Enganam-se os profissionais que pensam que as pesquisas de satisfação são indicadas apenas para multinacionais ou empresas que comercializam produtos. A estratégia é válida também para consultórios, clínicas e empresas que prestam serviços — tanto na área da saúde como em demais setores.

Com a pesquisa de satisfação você conseguirá saber se o serviço está, realmente, atendendo a expectativa do cliente. Mas não para por aí. Ao saber melhor a opinião dos clientes, você conseguirá tomar decisões mais certeiras, corrigindo falhas e aprimorando o consultório como um todo.

Isso resultará no aumento da autoconfiança, uma vez que você realizou os devidos ajustes para tornar o seu consultório referência. A partir de então, é questão de tempo até que você recolha feedbacks positivos.

7. Crie lembretes após a consulta

Com tantos compromissos no dia a dia, é comum nos esquecermos de algumas tarefas, não é mesmo? O mesmo raciocínio acontece com os seus clientes. Às vezes, ele não comparece à consulta exclusivamente por esquecimento. É nesse sentido que a criação de lembretes se destaca.

No final da consulta, entregue um cartão para o cliente com o dia e horário da próxima visita, evitando buracos na agenda. Encaminhe também notificações por canais virtuais, como e-mail, sms ou WhatsApp. Uma ligação também pode ser bem-vinda.

Vale frisar que, além de diminuir as faltas, essa estratégia fortalece os vínculos entre o cliente e você. Como se pode imaginar, essa ação contribui, mesmo que indiretamente, como o aumento da confiança.

8. Não se atrase na consulta

Não tem nada mais desgastante do que esperar horas para ser atendido, ainda mais quando houve uma marcação antecipada de horário, concorda? Por isso, é importante seguir à risca a agenda e evitar atrasos na consulta.

Lembre-se que a experiência do cliente envolve diversos aspectos, a começar pela questão da responsabilidade do profissional em cumprir os horários. Ao realizar a consulta na hora agendada, você vai ganhar pontos extras.

9. Evite a interrupção durante o atendimento

Pense bem: no meio da consulta, o cliente — do nada — é interrompido pela sua secretária que precisa entregar um recado. Parece um cenário normal e corriqueiro, não é mesmo? Acredite: por mais comum que possa ser, essa ação não é recomendada. Aliás, é bem provável que o cliente se sinta bastante incomodado com a situação — ele apenas opta por não falar nada.

Nesse sentido, instrua as secretárias para que elas esperem o atendimento finalizar para entregar os recados — a não ser que seja algo realmente urgente. Esse é apenas um exemplo. O ideal é realizar todo o atendimento em nutrição sem interrupção, combinado?

Claro que não existe uma fórmula mágica capaz de melhorar a autoconfiança no atendimento em nutrição do dia para a noite. Contudo, ao seguir essas dicas, é questão de tempo até que tudo se encaixe e seu consultório se destaque. O resultado? Clientes satisfeitos. Isso sem falar que sua carreira vai alavancar ainda mais. Então, não deixe de colocar tudo em prática!

Gostou do conteúdo e quer se atualizar ainda mais sobre questões relacionados ao atendimento em nutrição? Confira, então, nosso artigo que aborda a importância de manter o cadastro de cliente atualizado!

Comentar