fbpx

Contabilidade para nutricionistas: 3 dicas práticas para seu consultório

Você domina quando o tema é nutrição, afinal, atua na área e tem pleno conhecimento do mercado, mas o cenário muda quando se trata de questões legais e contábeis, certo? Não é preciso ter vergonha, aliás, é bem comum que empresários necessitem de profissionais especializados para assessorar na papelada e na tão temida burocracia.

Por mais complicado que seja, fato é que o seu consultório precisa estar com a documentação em dia, assim como necessita de uma gestão financeira eficiente. O motivo? A desorganização contábil e administrativa pode gerar, não só multas, como prejuízos para o negócio.

Além do mais, uma contabilidade para nutricionista adequada junto com uma administração eficaz contribui com o crescimento da empresa, uma vez que oferece segurança para tomar as decisões e diminui os gastos desnecessários. Quer saber, então, como organizar esses setores? Confira nossas dicas!

1. Conheça as exigências legais

Enganam-se aqueles que acreditam que para entrar no universo do empreendedorismo e abrir consultório basta apenas locar uma sala e instalar os equipamentos. O primeiro passo, aqui, é garantir que a atividade seja legal. Para isso, o profissional tem que estar devidamente habilitado e ter um registro ativo no Conselho Federal de Nutricionistas (CNF). 

Não para por aí. Para abrir as portas, é necessário tirar um alvará de funcionamento e criar um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica). Isso sem falar que o nutricionista é obrigado a controlar suas receitas por meio de notas fiscais. O motivo? Prestar contas ao imposto de renda. 

2. Controle o fluxo de caixa

Como saber se o seu negócio é rentável se não existe um controle do fluxo de caixa? Perceba, nesse contexto, a importância de registrar detalhadamente todas as transações financeiras. Dê ênfase para as palavras todas. Isso significa anotar desde um gasto com equipamento e insumos da clínica, até mesmo, aquele lanchinho do fim da tarde. 

Ao ter plena noção da movimentação do caixa, você conseguirá ter mais visibilidade sobre o seu negócio como um todo. Além do mais, o registro correto das despesas e receitas mostrará com exatidão quais são as áreas que estão comprometendo o seu orçamento. 

Para facilitar o processo, utilize a tecnologia a seu favor. Existem softwares especializados, capazes de ajudar com a gestão da empresa. Eles não só reúnem os dados financeiros, como também apresentam planilhas e relatórios completos, que vão proporcionar mais segurança para a tomada de decisão. 

3. Contrate um contador

Uma empresa de contabilidade de confiança se faz necessária, principalmente quando não se tem conhecimento detalhado sobre a área. Além de se responsabilizar pelas atividades de praxe da contabilidade, os profissionais oferecem um suporte para evitar possíveis erros, que resultaria em multas desnecessárias. O contador também pode auxiliar no processo de escolha do regime tributário mais adequado, de acordo com a realidade do seu negócio. 

O fato é que uma gestão contábil e financeira efetiva exige organização e disciplina. Nesse sentido, é essencial destinar um momento do dia ou da semana para atualizar todos os controles, evitando que documentos se percam no meio do processo. 

Gostou do conteúdo? Quer mais dicas sobre contabilidade para nutricionista? Siga a gente no Facebook e tenha acesso a materiais exclusivos!

Comentar